Ato levará Radar da Previdência ao Congresso Nacional

Ato levará Radar da Previdência ao Congresso Nacional

A Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) vai reunir servidores fiscais tributários de todos os Estados e do Distrito Federal para um ato contra a reforma da Previdência. Na próxima quarta-feira (12), mais de 300 profissionais do fisco são esperados no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, a partir das 10h.

Durante o evento promovido pela Fenafisco, um grande radar móvel, em formato eletrônico e em tempo real, vai apontar quais deputados são contrários ou favoráveis da reforma da Previdência. Baseado em uma pesquisa – realizada pela Fenafisco em parceria com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados (IBPAD) – o Radar da Previdência ouviu, até o momento, mais de 200 parlamentares, mas somente 20% dos entrevistados autorizaram revelar o voto e o uso de sua imagem.

Na avaliação do presidente da Fenafisco, Charles Alcantara, o cenário atual em torno da reforma da Previdência aponta claramente o recuo do governo em relação ao texto originalmente proposto. “Diferente do que muitos parlamentares acreditaram, a sociedade não vai engolir tamanha restrição de direitos, um verdadeiro desmonte da Previdência Social, sob o argumento frágil de equilíbrio fiscal. Essas mudanças que o governo começa a anunciar são reflexo da pressão da sociedade, que precisa e deve continuar”, alerta.

Segundo o presidente da entidade, o extrato do Radar causa certo espanto, não pelo resultado de quem seria contra ou a favor das mudanças propostas na PEC 287/2016, mas pelo receio dos parlamentares em autorizar a divulgação de como irão votar. “Essa postura é no mínimo estranha e precisa levar o eleitor, que é o povo brasileiro, a se questionar. Como o candidato que eles elegeram vai votar na reforma da Previdência? Isso precisa ser público, transparente. É isso que a sociedade precisa fazer: questionar e cobrar o seu deputado. Porque não querem revelar o seu voto? Seria o medo das próximas eleições? ”, indaga Charles Alcantara.

“Mais do que nunca, a sociedade precisa unir esforços para combater fortemente uma reforma que o governo quer impor sem ouvir a população”, finaliza.

O ato da Fenafisco contará com o apoio de 30 sindicatos afiliados em todo o País. A categoria representa cerca de 35 mil servidores fiscais tributários estaduais e distritais de todo o País.