Governo quer dividir os trabalhadores para reduzir pressão contra a PEC 287

Governo quer dividir os trabalhadores para reduzir pressão contra a PEC 287

Governo quer dividir os trabalhadores para reduzir pressão contra a PEC 287

A Fenafisco, através de seu presidente, Charles Alcântara, divulgou nota na manhã desta quarta (22), denunciando a manobra do governo Temer para dividir os trabalhadores brasileiros e enfraquecer a luta contra a Reforma da Previdência.

A decisão do Planalto de retirar os servidores estaduais e municipais do texto da PEC 287, deixando a situação destes segmentos para ser tratada pelos estados e municípios, tem como objetivo não declarado fazer com que estes trabalhadores abaixem a guarda e abandonem a luta conjunta que vem sendo travada por todos os brasileiros neste momento.

Governo quer dividir os trabalhadores para reduzir pressão contra a PEC 287

Veja íntegra do texto.

“Caríssim@s,

A retirada dos servidores estaduais da PEC 287, se confirmada, sinaliza que a forte mobilização/pressão/resistência de toda a sociedade está surtindo efeito.

Trata-se, a meu ver, de manobra ardilosa do governo para nos dividir e nos enfraquecer.

Divididos, o governo terá mais chances de aprovar a PEC 287.

Uma vez aprovada, o passo seguinte será impor a mesma reforma para os Estados e o Distrito Federal, exatamente como aconteceu com a implantação da Previdência Complementar.

Precisamos nos manter unidos e firmes contra a PEC 287, seja por solidariedade com todos os imediatamente atingidos, seja para evitar que nos tornemos os próximos alvos.

A PEC 287 começa a fazer água, graças à luta conjunta de todas as categorias de servidores públicos, dos trabalhadores da iniciativa privada e dos trabalhadores rurais.

A hora é de manter e intensificar a mobilização.

Não à PEC 287!