PROS e PSB posicionam contra Reforma da Previdência

O deputado federal Toninho Wandscheer (PROS-PR) anunciou, em nota oficial, que a bancada do seu partido na Câmara também votará contra a Reforma da Previdência (fim da aposentadoria) proposta pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB).

“Temos que tomar uma decisão que seja favorável ao nosso país. Precisamos discutir melhor sobre a Reforma da Previdência, um tempo maior para discutir, aumentar o número de audiências públicas, debater e ouvir a sociedade. O trabalhador não pode pagar por um erro que não foi dele!”, disse Wandscheer.

Na noite desta quarta (8), a bancada do PSB igualmente havia se manifestado contrária ao texto da PEC 287/16. Segundo o presidente Carlos Siqueira, um partido socialista não pode se dar ao luxo de trair as pessoas que ele pretende representar. “Se um partido socialista não defender os interesses das pessoas mais vulneráveis, o que ele está fazendo no cenário político nacional?”, questionou ele.

A reação cresce. O partido Solidariedade, de Paulinho da Força, já havia apresentado propostas alternativas à PEC 287 e tende a ser outra legenda a se posicionar contra a proposta, caso não haja mudanças.

Segundo divulgou o jornalista Esmael Morais, em seu blog, na noite de terça (07), 19 dos 22 senadores da bancada do PMDB se manifestaram contra a Reforma da Previdência. O próprio governo já detectou as dificuldades, tanto que o presidente Michel Temer convidou os seus líderes e os deputados membros da Comissão Especial na Câmara para um jantar no Palácio do Alvorada, na última segunda (06).